sábado, 15 de dezembro de 2007

Mar


Mar

És energia infinita, as tuas ondas são como braços que me embalam em sonhos perdidos.

Camaleão líquido que transmutas as cores, mudando a tonalidade da tua força sempre presente.

És uma dádiva que se mostra ao mundo na sua forma mais íntegra.

Fonte de pensamento, momento de inspiração. Natureza viva. Belo e maravilhoso.

Que segredos e mensagens estão velados por essa doce e manta azulada...

Marés que simbolizam a inconstância e a imprevisibilidade dos acontecimentos da vida.

E quando o Sol ou a Lua se atrevem a espelhar-se, reténs os dourados e prateados na tua superfície. É um novo quadro pintado, uma inédita possibilidade de combinações. Um modo diferente de olhar.

Não me canso de te olhar, pois observo sem julgar. Desarmas-me. O que penso ou o que sinto simplesmente se dissolve como a espuma na areia. Sou sem estar, vou e torno a voltar, ao sabor da tua dança.

Tu és simplesmente Mar.

Novembro de 2004

Carla Sofia

Um comentário:

C. disse...

Disseste tudo. Adorei!

Beijinhos

Um Anjo disse-me:
A nossa Fé dá-nos a força que precisamos quando tudo parece impossível.
As fotos deste blog são de minha autoria, à excepção das que são oferecidas pelos meus amigos. Todas estão devidamente identificadas.

Seguidores

Arquivo dos Universos

universos criados por aqui...