segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Amor também é companheirismo



Hoje caminhava na rua quando encontrei uma senhora que era cliente assídua da livraria onde trabalhei durante 4 anos. Quando a vejo não resisto em dar-lhe um abraço pois é uma pessoa muito especial. Ela costumava ir à livraria com o seu marido. Estão os dois já perto da casa dos oitenta anos e era uma ternura vê-los chegar de mãos dadas, sempre muito cúmplices, que só uma vida em casal pode proporcionar. Eu costumava olhar para eles e pensar como é extraordinário conseguir viver com outra pessoa após tantos anos e sentir que ainda há muito amor para dar e receber. Parece-me que são o exemplo vivo de duas pessoas que certamente viveram o seu momento de paixão, mas que findado esse auge de atracção, mantiveram-se unidos numa relação muito mais substancial, tornaram-se companheiros um do outro. É claro que sou muito inexperiente para apreender a riqueza de tal companheirismo, mas não deixa de ser surpreendente. Duas pessoas que certamente se depararam com muitos obstáculos, que passaram por momentos muito difíceis, mas que os ultrapassaram e que sabem valorizar tudo de bom que a vida lhes deu e ainda pode dar. Hoje, após tantos anos ainda estão juntos e neste momento perante mais um desafio.
Encontrei-a sozinha pois o marido já não consegue levantar-se e por isso não irão mais dar passeios de mãos dadas. Consegui ler a tristeza profunda nos seus olhos de que agora tudo será diferente. Queria não deixar de abraçá-la, demonstrar-lhe que a compreendo. Mas sei que não me é possível compreender a profundidade desse sentimento.
O que acontecerá daqui para a frente, só o tempo dirá e por quanto dirá. Mas este casal é e será sempre especial…
Tudo isto me faz lembrar algo que li recentemente e que diz:

«Se a metáfora do amor apaixonado é a do fogo, a do amor companheirismo é a das videiras que crescem entrelaçadas e gradualmente ligam duas pessoas.»* [A Conquista da Felicidade, Jonathan Haidt]

Como ramos que crescem entrelaçados, duas pessoas que vivem toda uma vida em companheirismo levarão certamente uma doce recordação das suas existências.

11 comentários:

mariam disse...

isso é o AMOR de verdade. Aquele que conseguiu crescer e passar as várias etapas (encontro, atracção, consumação, cumplicidade, companheirismo e tolerância na grande viagem...)

meus papás são disso o exemplo... eu, não consegui! :(

um grande sorriso para si :)

Coragem disse...

Carla, que texto sublime, parabéns.

Longe ainda de ser velhinha, mas já me sinto uma veterana na cumplicidade de um casamento, são 20 anos de amor, paixão ainda, mas sobretudo de muito companheirismo...

Lamento imenso, a falta de tantas coisas hoje em dia, nos casamentos...Mas também concordo, se não se é feliz, que importa o tempo em comum?

Beijinho, e neste texto, sem falar de si, revela muito mais do que imagina...

NOCTURNO disse...

Isso prova que é possível acontecer uma união que vai além do tempo, prosseguirá para além da vida porque o Amor é muito mais do que fogo, paixão, união ou amizade... é o sentir dentro de nós a outra pessoa mesmo quando ela está ausente.

Beijo Nocturno

Cátia disse...

esta história é lindissima!
aqui se vê o amor que une duas pessoas, um amor verdadeiro, puro, sincero! o amor é, sem duvida, um crescimento contínuo!
está lindo o teu texto
beijinho

Angel of Light disse...

O Amor é a máquina que faz mexer o Universo!

Adorei as tuas palavras e sente-se a ternura que sentes por esses dois lindos seres de luz.

Deixo-te uma luz rosa, a cor do Amor!

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Muito bonito ver um casal assim,apesar de que ele já não caminha mais ao lado dela,mas ainda é um companheiro.
Esse é um verdadeiro amor.
Com certeza sempre serà mesmo uma pessoa especial pra vc.
Belo sentimento teu.

beijooo.

NOCTURNO disse...

Fazem-me falta as tuas palavras, fiz questão em te lembrar que não pares de escrever...

:)

Beijo Nocturno

Só Eu disse...

Tens uma sensibilidade do tamanho do mundo. E ainda por cima escreves muito bem.
Muito boa a surpresa de ter caído no teu bloque. Gostei muito.
Beijinho

Hugo Gomes disse...

Muito belo! Parabéns
Bjs

Multiolhares disse...

Hoje em dia confundimos o amor com a paixão,
Quando a paixão acaba, tudo termina,, mas quando
Existe amor existe respeito, companheirismo, amizade,
São os laços profundos do afecto
beijinhos

Marlene disse...

Carla,Parabens pela linda história e pela sua capacidade de percepção do ser, isso é amor, simplismente amor, Deus continue te abençoando.

Marlene

Um Anjo disse-me:
A nossa Fé dá-nos a força que precisamos quando tudo parece impossível.
As fotos deste blog são de minha autoria, à excepção das que são oferecidas pelos meus amigos. Todas estão devidamente identificadas.

Seguidores

Arquivo dos Universos

universos criados por aqui...