sexta-feira, 15 de maio de 2009

Papoila

Todos os dias procuro descobrir um pouco de beleza à minha volta. A beleza existe, embora não tenhamos sempre o nosso olhar disposto a encontrá-la. Mas eis que nasceram umas papoilas num pedacinho de relva esquecido, mesmo encostado ao caminho por onde passo todas as manhãs. Lindas, com as pétalas a baloiçar ao sabor do vento. Uma minúscula paisagem semelhante a uma tela pintada a óleo de cores vibrantes.



A papoila lembra-me a simplicidade...

Sê como a papoila que vibra e dança nos campos, frágil mas marcando a sua presença com simplicidade.

Sê tu mesmo com as tuas qualidades e defeitos, usando as tuas armas para combater as batalhas que se apresentam na vida, mas sê simplesmente tu e não outro qualquer.

Não queiras ser aquilo que não podes ser senão por ti mesmo e não queiras complicar, pois se assim for tudo se tornará cada vez mais complexo e perdes o objectivo da tua direcção.

Simplifica ao máximo, fazendo o menos e verificarás que realizaste mais.

CarlaSofia

17 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.

(Charles Chaplin)

Hoje passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl.

frAgMenTUS disse...

tens toda a razão, a simplicidade é bela e existe na natureza q nos rodeia!

eu tenho um texto com este título, as papaoilas são algo q me traduzem essa simplicidade e ebeleza de q falas, são fragmentos da minha infância, em reminiscência floral, digamos... :)

q essas papoilas te alegrem sempre o caminho da felicidade!!!

aguardando o nosso cafézito :)

bj grnd luz e paz

Marta Vasil disse...

Carla

A papoila é simplicidade e fragilidade, mas talvez pela sua cor rubra e pelo seu destaque no meio das outras, transmite-me energia.

A apoila fez-me lembrar Pablo Picasso quando diz "Há pessoas que transformam o sol numa simples mancha amarela, mas há aquelas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol."

Acho que devemos simplificar sim, simplificar, na perspectiva de nos libertarmos das garras de querermos ser o que não somos, simplificar no sentido de escolher caminhos dentro e fora de nós, no sentido de sermos SIMPLES e GRANDES humanamente e no auto-conhecimento e relação com o outro.

Beijinhos enviados na cor da papoila

MV

K disse...

Grande, grande lição!

Bj

Ricardo disse...

Eu continuo a preferir as rosas... Para oferecer claro!

Beijo

mariam disse...

Carla,

adoro o campo, o seu cheiro, as suas vibrações de cor e energia positiva.
adorei este post.

um grande abraço e um sorriso :)
mariam

A.S. disse...

Carla Sofia,

A beleza está sempre nas coisas mais simples!
As mais belas flores, nascem nos locais mais agrestes!...


BjO"s

Intruso disse...

somos dois a gostar delas :)

Pedro Barata disse...

Adorei Carlita! Um bom lema, sem dúvida!
Beijinhos

Angel of Light disse...

Doce maninha!

O bonito está e estará sempre no simples, no puro, no genuíno...

Adoro papoilas e, noutro dia, até vi umas brancas! Nunca tinha visto, nem sabia que existiam. Dp mostro-te fotos.

Beijinhos de Amor e Luz no teu lindo coração.

Me permita disse...

Que bom que estás de volta! Teus textos são como brisas suaves que nos fa olhar para o horizonte! ma flor é símbolo de amor e amizade! Não sei se conheces, mas te ofereço uma gérbera, da cor que preferires! Bjs

Isabel José António disse...

Cara Amiga Carla Sofia,

Lindíssima foto de uma papoila e das reflexões sobre a simplicidade.

É na simplicidade que está o segredo de SERMOS.

E essa simplicidade, que é pura beleza, está em todos os locais que existem. E, principalmente, num local onde menos se espera que eala (a beleza) apareça.

Mesmo (sem qualquer comparação consigo)num monte de entulho e desperdícios, por vezes a força da natureza é tal, que faz aparecer um pequena flôr, sozinha, ali no meio.

Parabéns.

Um grande abraço

José António

não te enviei senão anjos disse...

Simplicidade significa simplesmente aquilo que existe.
Simplicidade significa apenas ser você mesmo.
A simplicidade é bela.

Beijinhos Sofia

Safira disse...

Também fico maravilhada com as coisas simples: o vento a bater-me na cara, o cheiro das mimosas, o canto de um pássaro, uma lagartixa apressada, um campo de papoilas (que adoro), um girassol a olhar para um céu azul. Tudo privilégios semeados no nosso caminho, mais essa simplicidade de que falas, que tão raramente agradecemos e apreciamos.

Um beijo

Zabour disse...

Também gosto muito de papoilas.
É na simplicidade das coisas que reside a verdadeira beleza.

Beijinhos

O Teu Caminho disse...

Quanta sensibilidade, quanta poesia...apenas almas doridas cantam com tamanha beleza e profundidade.
Amei as tuas palavras, vi que gostas de caminhar, não sei se és da zona de Lisboa, mas...se algum dia quiseres fazer uma caminhada nocturna pela serra se Sintra, (com um grupo e um guia), serás muito bem vinda.
Um abraço aconchegado, onde o Amor é transmitido em toda a sua plenitude.
Paz, Sónia

Um Anjo disse-me:
A nossa Fé dá-nos a força que precisamos quando tudo parece impossível.
As fotos deste blog são de minha autoria, à excepção das que são oferecidas pelos meus amigos. Todas estão devidamente identificadas.

Seguidores

Arquivo dos Universos

universos criados por aqui...